Qual mão usar Aliança de Casado? Entenda a história do dedo anelar!

Qual mão usar aliança de casado? Em qual das mãos devemos usar a aliança, o maior símbolo que representa todo o casamento e união entre duas pessoas que prometeram se amar pelo restante da vida?

Apesar de ser algo comum usá-la na mão esquerda, em algumas culturas, países e outras situações específicas a mesma pode ser utilizada em um local diferente. Leia conosco e entenda melhor qual mão usar aliança de casado. Vamos lá!

Qual mão usar aliança de casado?

Mas afinal, qual mão usar aliança de casado? Quase todas as culturas têm a tradição de usar a aliança depois de casados, mas há aqueles que usam a mão esquerda e aqueles que usam a mão direita para colocá-la. De que depende essa diferença?

aliança de casamento é um elemento utilizado em quase todo o mundo para simbolizar a união eterna de duas pessoas.

Para quem nasceu em uma cultura como a brasileira, o fato de usar a aliança no dedo anelar esquerdo pode parecer óbvio, mas isso não é encarado da mesma maneira em outras culturas.

https://www.pexels.com/pt-br/foto/maos-de-homem-e-mulher-em-cima-do-buque-de-bolas-1730877/

A história das religiões

Para sabermos qual mão usar aliança de casado, vamos voltar um pouquinho na história da nossa sociedade.

O costume de usar “anéis” é muito antigo. Os egípcios primeiro e depois os romanos usavam anéis que simbolizavam submissão ou poder, com base na posição em que eram colocados nas mãos e no material com o qual o anel em questão havia sido feito.

A palavra “anel” deriva do latim “annulus”, que significa “círculo” e daí também deriva a palavra anelar, que define o nome do quarto dedo de nossas mãos contando a partir do polegar.

Na verdade, em muitas culturas antigas o “círculo” simboliza união ou encerramento. Uma tradição pagã era desenhar um círculo no chão ao redor dos cônjuges durante a cerimônia de casamento, para tornar o simbolismo ainda mais forte e trazer sorte para o novo casal.

Na época do Império Romano, era costume que homens e mulheres usassem anéis em mãos diferentes, mas já era costume manter a aliança no dedo anelar de alguma das mãos porque se acreditava que havia uma veia que levava diretamente ao coração – porém, a anatomia humana já comprovou que tal veia é inexistente.

A tradição da aliança também foi mantida na Idade Média, onde era comum as mulheres trançarem os cabelos com a aliança por 9 dias, como um bom presságio para o casamento.

E então, qual mão usar aliança de casado?

Nem todas as culturas concordam com a mão em que se carrega a aliança, para algumas ela deve ser usada à direita e para outras à esquerda.

Mas, ao contrário do que se possa pensar, essa escolha não depende da religião. Países católicos como Brasil e Espanha têm costumes diferentes. Na antiguidade, os britânicos, por exemplo, costumavam usá-la no polegar.

Para algumas sociedades, o dedo anelar esquerdo é escolhido como símbolo de fidelidade e tradição, como já pensado pelos egípcios. Entre os países onde é costume levar a aliança para a mão à direita estão os espanhóis, os gregos, os russos e muitos outros.

De acordo com a tradição chinesa, cada dedo da mão simboliza uma pessoa diferente. Os polegares são os pais, os indicadores são os irmãos, os dedos médios são nós mesmos e os dedinhos são os filhos. O dedo anelar representa, portanto, a pessoa com quem você decide passar a vida juntos.

Mas também existem razões práticas para usar a aliança no dedo anelar esquerdo. O dedo anelar é de fato o dedo menos usado e isso protegeria o anel de ser perdido ou danificado.

O material da aliança

Agora que já sabe em qual mão usar a aliança de casado, vamos a algumas curiosidades adicionais sobre a mesma? Vamos começar falando um pouquinho de seu material.

Tradicionalmente, a aliança deve ser feita em ouro amarelo, que sempre simbolizou a eternidade para as culturas católicas. No entanto, a noiva e o noivo também podem escolher outros materiais, como ouro branco ou platina.

As alianças também podem diferir em tamanho, na verdade podem ser finas ou mais grossas, tudo vai depender do gosto do casal e também se deseja gravar mais coisas no interior da aliança, que talvez não se encaixam muito bem em modelos mais finos.

Quem deve escolher as alianças?

Na maioria das vezes as alianças são escolhidas pela noiva enquanto o noivo apenas “acena” com a cabeça.

Em todos os casos, ambos devem usar a aliança por toda a vida. Nesse sentido, as alianças devem ser iguais, ou seja, ter o mesmo formato e cor, diferenciando-se somente no tamanho e talvez no que será gravado em seu interior.

Saiba também que se você escolheu o tamanho da sua aliança no verão, no inverno ela vai ficar um pouco larga (com o frio os dedos apertam um pouco) e vice-versa com o calor do verão.

Quem deve comprar as alianças e quando?

As alianças de casamento são tradicionalmente compradas pelo noivo. Também pode acontecer que ambos os cônjuges, testemunhas ou pais dos cônjuges cuidem dessa parte.

O orçamento para as alianças de casamento muda de acordo com a escolha do material, o tamanho da aliança (e, portanto, seu peso) e o tipo (e tamanho) das pedras eventualmente colocadas na aliança de casamento.

Aconselhamos a comprar as alianças do seu joalheiro de confiança ou de um profissional conhecido, em vez de recorrer a um alguém que é ruim no setor, mas que possua um valor mais em conta.

Se estiver a pensar numa compra de última hora, lembre-se de que deve fazê-la vários dias antes do casamento, porque tradicionalmente as alianças têm de ser gravadas no seu interior.

Normalmente se escrevem os nomes dos respectivos companheiros e a data do casamento, mas também há quem prefira usar apelidos, frases diferentes, em latim, dedicatórias de amor, entre várias outras ideias que muitas pessoas utilizam, sugerimos algumas dicas do que você pode gravar em sua aliança de casamento.

Gostou de compreender de forma mais embasada em qual mão se usa uma aliança de casamento? Já sabia que outras culturas utilizam a mesma em outros locais? Ficou alguma dúvida? Então é só comentar aqui abaixo. Até a próxima!

Rolar para cima